Review: The Voice 6×23/24 – Live Top 5 Performances / Live Eliminations

The Voice - Season 6

Quando o programa de eliminações é melhor que o das performances.

Alguém realmente achou a noite do top 5 digna? Porque em vários momentos me questionei se aquele era realmente o top 5 de um dos meus realities musicais prediletos. Não que tenham sido apresentações ruins (com exceção de uma certa candidata), porém, com exceção de duas, nenhuma estava no nível de qualidade que espero de um top 5. E é melhor eu começar a falar desse top 5 antes de vocês começarem a ficar cansados de ver a expressão “top 5” escrita nesta review.

Como nessa semana cada candidato cantou duas músicas, decidi mudar um pouco a dinâmica da review. Irei falar das duas performances dos candidatos seguindo a ordem da primeira apresentação e os títulos em verde são escolha do coach e os em azul são escolhas dos próprios candidatos. Caso não tenha compreendido, é melhor ver na prática.

Kristen MerlinGunpowder and Lead (Miranda Lambert)

Tenho que discordar de Blake e dizer que não, o fato de Kristen estar sorrindo durante toda a apresentação não significa uma interpretação diferente da música, e sim a perca da mensagem da mesma, ou seja, ela perdeu alguns pontos comigo por causa disso. BÃÃÃÃSSSSS, Kristen manteve uma competência vocal invejável e conseguiu entregar uma apresentação digna.

Nota: 7,0

Kristen MerlinFoolish Games (Jewel)

Ah, Shakira! Por que suas decisões no restante da temporada não foram desse nível? Todas as reclamações que o público tem sobre a coach tiveram que ser engolidas a força após ver o quão bem a colombiana compreende esta artista que tem em mãos. Kristen sempre foi competente vocalmente, mas o que sempre a destacava era a emoção que ela imprimia em cada canção que interpretava, e eis que Shakira encontra uma canção que consegue explorar tanto o potencial vocal quanto a emoção de Kristen, o que resultou na melhor performance da “miss combo” e em uma das melhores dessa sexta temporada.

PS: Essa interpretação deixou meus olhos marejados, nunca que eu pensava que Kristen poderia fazer isso.

Nota: 9,5

Josh KaufmanAll Of Me (John Legend)

Não sei se vocês se lembram, mas durante o primeiro round de battles eu falei que não gostava de “Happy” e que Josh tinha me feito gostar dela. Pois bem, isso aconteceu novamente aqui. “All Of Me” não é uma música que me agrade, e isso me deixou com as expectativas baixas quanto a essa performance, contudo Josh provou novamente o porquê de ele ser uma das presenças mais merecidas nesse top 5 ao interpretar intensamente a pungente letra da canção de Legend sem se perder vocalmente em nenhum segundo.

Nota: 9,0

Josh KaufmanLove Runs Out (OneRepublic)

Antes de tudo, essa música não foi lançada ontem? Sério, gente, eu mal tinha a escutado e Josh já estava cantando ela no The Voice! Fiquei bastante surpreso com isso, entretanto, não posso dizer que fiquei surpreso com o restante. Ok! Não era a melhor escolha para ele, mas mesmo assim Kaufman conseguiu tirar o melhor que podia dessa música e garantiu o seu lugar na final após ser a única pessoa a entregar duas performances acima da média (ainda que esta tenha ficado um tanto abaixo do que eu esperava a essa altura da competição).

Nota: 8,0

Kat PerkinsChandelier (Sia)

Riscos sempre são algo que valorizo no reality e eu realmente achava que esta seria uma das melhores performances de Kat ao ver a escolha de Adam, porém não precisei de muito tempo para perceber que a música não a melhor para ela. Mesmo acertando todas as notas que queria, o tom de Kat é bem mais alto do que o da música e isso prejudicou bastante a apresentação. Em contraponto a isso, a coreografia que ela fez no palco exerceu um impacto interessantíssimo que combinava bastante com a música e as notas altíssimas do refrão são simplesmente inacreditáveis (no bom sentido).

Nota: 7,5

Kat PerkinsLet It Go (Adele Dazeem Idina Menzel)

Se a escolha de Adam me empolgou, a de Kat fez o exato oposto. Let It Go é uma ótima música, mas eu não via como a candidata conseguiria fazer uma apresentação a la Kat com ela. Para ser justo comigo mesmo, ela não fez nada do estilo, porém entregou uma performance muito boa que, apesar de não ter sido seu melhor, certamente não desmerece o trabalho da cantora.

PS: custava deixar o tom do trecho “the cold never bothered me anyway” mais baixo?

Nota: 7,5

Jake WorthingtonGood Ol’ Boys (Willie Nelson)

Posso falar a verdade: esse era o Jake que eu esperava no início dos lives e que nunca havia mostrado as caras até agora. Em sua própria escolha o cantor conseguiu ressaltar seu espírito country e fazer uma apresentação onde não errasse tanto ou que fosse tão sonífera como aquelas que vêm fazendo desde os playoffs. E ele conseguiu até atingir uma nota alta!

Nota: 7,0

Jake WorthingtonHeaven (Bryan Adams)

Essa foi, de longe, a 2ª melhor performance do candidato durante todo o programa, e por mais que isso não pareça um elogio, é muito satisfatório ver que Jake finalmente acertou alguma coisa além de ser uma boa pessoa nesse programa. Faltou imprimir um pouco de emoção durante a interpretação, principalmente no trecho “I’ll be stand there by you” (que é o meu favorito da canção), mas foi tão competente que não tenho como desmerecer o que foi apresentado aqui.

PS: apesar dos elogios, Tanner James foi melhor com essa canção em apenas 5 segundos durante sua blind combada, que você pode ver aqui, ou então, se preferir, ouça a versão de estúdio dele aqui.

Nota: 8,0

Christina GrimmieHide And Seek (Heap)

Sei que há pouco tempo afirmei que admire riscos em realities musicas, entretanto não posso dar um valorizar um risco que não foi recompensado como este aqui. Zero conexão com a música e com o público, vocais sem destaque algum, uma apresentação sem vida… Grimmie caiu a um nível tão baixo que me espantei e cheguei a questionar o que fizeram com a verdadeira Christina Grimmie para trazerem isso essa semana.

Nota: 5,0

Christina GrimmieSome Nights (fun.)

Mostrando que se compreende um pouco melhor do que seu coach, Grimmie melhorou um pouco em comparação com Hide and Seek, porém Some Nights foi tão insossa quanto a performance anterior e não conseguiu elevar muito sua média nesta noite de top 5. Quase me esqueço de falar isso, mas os balões foram os maiores destaques daqui.

Nota: 6,0

Ao fim da noite de performances, meu ranking fica assim (com a posição no iTunes entre parênteses):

– Escolha do candidato:

Josh – 9,0 (#4)
Kat – 7,5 (#31)
Kristen – 7,0 (#48)
Jake – 7,0 (#14)
Christina – 6,0 (#27)

– Escolha do coach:

Kristen – 9,5 (#7)
Josh – 8,0 (#12)
Jake – 8,0 (#3)
Kat -7,5 (#56)
Christina – 5,0 (#19!!!!!!!!)

Total:

Josh – 17,0
Kristen – 16, 5
Kat – 15,0
Jake – 15,0
Christina – 11.0

No geral, a noite ficou bem aquém do que eu esperava e só me restava torcer para que Kristen e Josh garantissem suas vagas na final enquanto os outros se matariam pela vaga restante, com minha preferência em Kat, tanto pelo histórico quanto pela semana. Contudo o iTunes parecia indicar que Jake e Josh já estavam na final e só me restaria torcer para que os 25 milhões de seguidores de Shakira se tornassem uteis para colocar a mulher merecidamente na final.

LIVE ELIMINATIONS

Que saudades da season 5! Jacquie, Tessanne e Will formaram o melhor top 3 que esse programa já viu e foi tão reconfortante vê-los novamente que, além de me fazerem até ficar empolgado com o programa de terça, vou ignorar a presença de Rascal Flatts no programa e falar das performances de cada um deles.

Jacquie LeeBroken Ones

Admito que a música não faz muito meu estilo, mas o que foi a evolução dessa garota, gente?! Ela estava tão segura como nunca esteve naquele palco e me deu vontade de comprar a música assim que sua performance acabasse.

Will ChamplinEye Of The Pyramid

O representante do meu grupo de favoritos na final da temporada passada não deixou nada a desejar em comparação com Jacquie e também entregou uma apresentação digna de um artista consagrado no mundo da música.

PS: NBC boicota o coitado até depois do programa! Seu vídeo foi o único não liberado para o Brasil!

Tessanne ChinEverything Reminds Me Of You

Nossa querida jamaicana continua sem errar nenhuma nota, porém essa música não fez favor nenhum, né? Se as performances dos outros dois convenceram a comprar o single, a de Tessanne me fez questionar se valeria a pena ou não fazer o mesmo. Cadê aquela mulher que derrubou tudo com I Have Nothing, Bridge Over Troubled Water, Redemption Song e tantas outras músicas na temporada passada?

Indo para os resultados, minhas expectativas se confirmaram e Jake foi o primeiro a ser salvo, sem deixar dúvidas de que Josh seria o segundo e que as mulheres enfrentariam o último bottom 3 da temporada. E, como de praxe, comentarei as performances em ordem crescente de qualidade.

Christina GrimmieApologize (OneRepublic)

Teria Jake transmitido algum vírus para a Grimmie essa semana? Porque não é possível a pessoa cair tanto de nível como Christina fez. A garota teve três chances de fazer uma boa apresentação e não aproveitou nenhuma delas. O que tivemos aqui foi uma gritaria sem qualquer emoção justamente com uma música que exigia justamente o oposto (encaro “Apologize” quase como um sussurro de confissão). Ver Grimmie ser salva após uma semana como essa é uma afronta a qualquer “meritocracia” que possa haver no The Voice.

Kristen MerlinBlown Away (Carrie Underwood)

Eu quase declare empate entre ela e Kat, pois as duas foram tão próximas em todos os “quesitos” que o critério que usei para o desempate foi gosto pessoal. Kristen provou novamente que emoção é o seu forte ao conseguir nos transportar para aquela performance e nos fazer mergulhar em mais uma ótima interpretação dela.

Kat PerkinsGood Girl (Carrie Underwood)

Outro bottom, outra performance incrível. Nem preciso falar muito para dizer que Kat provou novamente que é uma das cantoras mais subestimadas que passou por esse programa e que merecia ter recebido bem mais atenção por parte do público.

PS: terça era o dia internacional da Carrie Underwood ou algo assim?

#VoiceSave: Christina Grimmie. Sério, EUA? Após três performances desastrosas salvar Grimmie? Não premiar Kristen (e Shakira) com mais uma semana no programa por ela ter feito tanto sua melhor performance como a melhor performance da semana? Não salvar Kat por ela ter sido (milimetricamente) melhor que Kristen na “Last Chance Performance”? Em comparação a essa decisão, as cagadas que os coaches fizeram nessa temporada ficam com o cheiro de flores.

“Top 3” formado e o ranking fica assim:

Josh – 51,0
Christina – 45,0
Jake – 38,0

ELIMINADAS:

Kat – 50,0
Kristen – 47,5

Entre surpresas e decepções, passando por mudança abrupta de regras e indo para um top 3 de qualidade e mérito duvidoso, devo dizer que eu nunca me senti tão desgostoso com o reality quanto estou agora. O resultado de várias decisões erradas culminou num top3 com dois participantes que não deveriam estar ali (um pelo histórico e outra pela horrível semana) e que farão dessa a final pela qual mais temerei pelo resultado.

Observação:
– Quantas vezes vimos alguém se ajoelhando essa semana?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s