Review: Aprendiz – Celebridades 10×02 – Episódio 2

Aprendiz 10x02

E logo em seu segundo episódio a edição “Celebridades” prova que pode sim lembrar os bons tempos de O Aprendiz.

Iniciando a prova que foi introduzida no episódio anterior, o que vimos aqui foi um verdadeiro episódio de O Aprendiz. Confesso que não havia esperado muito da tarefa de fazer vendas em uma feira, portanto me surpreendi com o que ela exigiu dos participantes e me surpreendi mais ainda ao ver que eles, apesar de mostrar a gana de vitória, entregaram um trabalho bem aquém do que eu esperava.

NEXT

Liderada por Nahim e formada por Andréa Nobrega, Christiano Cochrane, Kid Vinil, Maria Cândida e Priscila Machado.

Tendo os candidatos que mais me chamaram a atenção no programa de estreia, confesso ter me decepcionado com o que vi durante a tarefa. A equipe foi o mais standard possível (saudades, Maytê), pois por mais garra e competência que eles mostrassem, não houve uma ideia diferente ou alguma jogada que chamasse a atenção ali. Seria melhor ter tomado alguns riscos do que permanecer numa zona de conforto que poderia assegurar uma vitória sem grandes destaques.

Mesmo com a falta de ousadia dominando, o que mais prejudicou a equipe foram duas coisas: a rotatividade para o descanso e a má leitura do dossiê. Alguém consegue compreender o motivo de o líder de algum evento participar de todo o processo de montagem e ir dormir logo no início do mesmo? Foi de um descuido e de uma falta de planejamento tão grande que Nahim perdeu boa parte da admiração que ganhou de mim no programa de estreia. Outro que se destacou negativamente foi Christiano, por compreender mal o dossiê e levar sua equipe a também interpretá-lo de forma errada, o que resulto em um resultado aquém do esperado.

FÊNIX

Liderada por Nico Puig e formada por Amon Lima, Michele Birkheuer, Mônica Carvalho, Pedro Nercessian e Raul Boeser.

Sem usufruir do benefício da equipe concorrente e por, a meu ver, apresentar candidatos com menos potencial, eu realmente esperava que essa equipe perdesse por uma diferença enorme da concorrente, porém não foi isso o que vimos. Sim, eles também cometeram o erro de interpretar equivocadamente o dossiê e, sim, a falta de preocupação com os detalhe foi alarmante, contudo o fato de eles terem menos verba, conseguirem um volume de vendas semelhantes ao da equipe concorrente, de a equipe toda estar lá durante a realização da feira e de terem adotado uma estratégia que é bem a cara do Justus (uma “queima de vendas” no final da tarefa) eu achei que a Fênix se saiu melhor num desempenho geral. Uma pena que eles não estavam avaliando apenas o desempenho e que o resultado fosse o mais importante.

RESULTADO: Vendo que o método de levar as duas equipes para a sala de reunião fez certo sucesso, optaram por fazer deste evento algo fixo nessa temporada.  Nisso podemos ver que Renato continua sendo o melhor conselheiro que já passou pelo programa e que Cacá Rosset não foi uma adição tão boa assim porque simplesmente precisou de 5 minutos para apontar um argumento sobre a Next. Custava tentar ser menos prolixo?

Enfim, por ter tido o maior volume de vendas, a equipe Next saiu vencedora da tarefa, e deu para perceber que essa vitória foi até a contragosto do Justus. Sendo assim, pela segunda vez seguida na história do programa, uma equipe com o melhor desempenho na primeira tarefa sai perdedora da mesma porque esse não era o quesito avaliador.

O líder da equipe vencedora receberia uma recompensa, no entanto Justus achou que Nahim não merecia a recompensa e que ele deveria indicar alguém para recebê-la, ele escolheu a Andréa, o que me surpreendeu porque achei que ele escolheria Maria Cândida ou a Priscila. Ao menos nos proporcionou um ótimo momento à la Mulheres Ricas.

O retorno da equipe Fênix para a sala de reunião serviu para reforçar a má leitura do dossiê, mostrar que Mônica e Michele foram os destaques da equipe e que Amon e Raul ficaram completamente apagados durante toda a tarefa. A única surpresa foi ver Pedro, que pela edição não aparentou muito pulso firme durante a tarefa e deu uma de Jurandir, agindo como se cada problema apontado lá não tivesse a participação dele.

Por fim, Nico escolheu Amon e Pedro para a segunda parte da sala de reunião e eu jurava que ele não seria demitido, principalmente porque Renato indicou Pedro e Cacá indicou Amon. E, para corroborar com esta visão, Amon e Pedro caíram em cima do Nico na segunda parte e nós sabemos que Justus odeia unanimidade, mas alguma coisa passou pela cabeça desse moço e o fez considerar a eliminação de Nico algo correto.

De um lado temos Amon apagadíssimo e do outro Pedro com argumentos furados e uma arrogância vazia, visto que ele pouco foi competente e ainda deixou a caixa de dinheiro aberta. Não sei quanto a vocês, mas achei injusto e ruim para o programa eliminar um candidato tão bom logo de início. Se continuar assim, a temporada não tem um futuro tão interessante assim. A reação de Nico apenas ressaltou isso, pois ele tinha um brilho no olhar e uma vontade tão grande de crescer que essa já seja, de antemão, a maior perda do Aprendiz – Celebridades.

PS: Decidi ignorar o “terceiro conselheiro por motivos óbvios”.
PS: Curti a novidade de a equipe vencedora também assistir a sala de reunião, mas preferi guardar isso para a próxima review.

Ponto Positivo: Nico Puig, por seu espírito competitivo, e o chafariz, porque atrai as pessoas.
Ponto Negativo: A demissão, que foi bastante injusta.
Favorito: Mônica Carvalho e Michele Birkheuer dividem esse posto.
Próximo a ser demitido: Pedro, por favor!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s