Review: Helix 1×09/10 – Level X / Fushigi

Helix 1x09

Até quando essa série irá se subestimar?

Quando acompanho uma sci-fi a primeira coisa que quero é uma mitologia interessante, inteligente e repleta de detalhes que demonstrem o quão bem planejada e construída ela foi. Desde o início da série estava claro que ela não preenchia tais quesitos e que só iria se sustentar através de certos mistérios que pouco instigavam o espectador, entretanto nada me prepararia para perceber que, logo em sua reta final, Helix se tornaria um completo drama focado nas relações entre seus personagens.

Antes de atirarem pedras deixem-me esclarecer que sim, eu sei que a parte científica da série ainda está presente e sendo desenvolvida, mas está tão em escanteio e ela é tão frágil que é quase como se não existisse. Também gostaria de falar que o fato aqui não é que eu não goste de ver os dramas dos (e dentre os) personagens sendo desenvolvido, pelo contrário, admiro bastante isso, porém o problema é a forma como o desenvolvimento se dá.

Com ares teatrais, qualquer diálogo mais “profundo” que a série tenha flerta perigosamente com o ridículo, e por causa dessa teatralidade e da superficialidade que emana nesses momentos, não conseguimos nos envolver ou nos importar com os dramas de cada um deles.  Sendo assim, ao apostar em focar nos seus personagens ao invés de focar em sua mitologia, ainda que esta seja fraca, é um erro crasso e que prejudica mais uma série que não precisava de tal ajuda para ficar menos agradável.

Essas tramas dos personagens são tão desinteressantes que consigo resumi-las a quase um parágrafo.  Tivemos Julia confrontando Hatake (algo que eu estava “””“ansioso”“”” para ver), Sarah lidando com o seu tumor e com sua vontade de fazer alguma diferença na série no mundo, o triângulo amoroso trocando olhares significativos, Alan ficando com ódio do Hatake (e mesmo assim permanecendo ao lado do Dr.) e etc.  Tudo isso foi tão ruim e tão superficial que eu tive que rever os episódios para me lembrar do que tinha acontecido, e ao fazê-lo lembrei de que eu realmente não me importava com nada e que não gastaria muito tempo comentando isso por aqui.

Tivemos também Daniel, Daniel II, Balleseros e Anana tentando salvar a vila da Ilaria. Focando apenas nos conflitos dentre os personagens por ora, toda essa historinha de programa dominical onde a pessoa encontra o familiar é levemente interessante e definitivamente é mais suportável que as outras, mas ainda assim vê-los se tratando como se nunca tivessem se separado é algo um tanto difícil de engolir. Já Balleseros só está realmente interessado em Anana e esse envolvimento romântico ao menos tem alguma química, porém tal química não é o bastante para fazer com que eu realmente torça para que aconteça algo ali. A retomada da vila foi óbvia, fácil e apressada demais, não merece mais comentários que isso.

Quanto à mitologia, o episódio 9 foi praticamente um filler, com poucas coisas relevantes e/ou interessantes acontecendo. A busca pelo vírus foi algo que me decepcionou bastante, pois estava esperando cenas bastante tensas e o que veio foi algo insosso sem emoção alguma, culminando ainda no fato de essa jornada não ter servido para absolutamente nada porque o Dr. Adrian já havia pegado elas através de bruxarias obscuras métodos desconhecidos e passado pelos vetores sem problema algum.  Fora isso, só vimos Peter sendo reanimado de uma maneira bem nojenta, porém sem fazer nada de mais interessante no episódio após isso.

O 10º já foi um tantinho mais recompensador quanto a isso. Descobrimos, através de um personagem mais satisfatório gráfica do que dramaticamente, que Hatake é um imortal e que existem/existiam 500 desses imortais mundo afora. É uma trama interessante e que pode render alguns questionamentos como o porquê de eles serem imortais: é uma mutação genética que ocorreu ao longo da vida? Ou eles nasceram / foram criados assim? Até onde essa característica pode ser transmitida, visto que Julia também tem? A série pode se aproveitar desse e de outros questionamentos para elevar o nível desse final de temporada, mas duvido que o faça, já que teve várias oportunidades para aproveitar antes e as dispensou num piscar de olhos.

Este episódio ainda nos deixou algumas interrogações menores que eu não mencionarei porque prefiro esperar um desenvolvimento maior das mesmas para abordá-las melhor por aqui. Resta saber se a série decolará em algum momento ou sempre ficará na promessa, e espero que esses próximos episódios tragam uma resposta positiva quanto a isso.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s