Review: The Voice 6×05/06 – The Blind Auditions Continues / The Final Blind Auditions

TV 6X05

Chegando ao final das audições da temporada fica a sensação de que algo está faltando. A química entre os coaches está aqui, o talento idem, até a montagem do programa está melhor nessa temporada, entretanto ainda está faltando aquele momento marcante que nos fisgue, aquele participante tão único que nos faz torcer incondicionalmente por ele desde o início, falta emoção a um programa que já nos proporcionou tantos instantes inesquecíveis. Isso afetou tanto minha relação com o reality que, pela primeira vez desde que acompanho o programa, estou aliviado de que as blind auditions finalmente acabaram.

Desabafo feito chegou a hora de falar das performances dos últimos dias de audições, e para continuar seguindo a dinâmica que eu havia proposto, irei ranqueá-las separadas por episódios. Começando pelo combo quádruplo de aprovados que rolou no episódio de segunda, tivemos Tess Boyer cantando Wings (Little Mix) e conseguindo uma vaga no #TeamUsher, o #TeamAdam adquiriu os cordeirinhos Josh Murley, que cantou The Freshmen (The Verve Pipe), e Austin Ellis, que cantou Drift Away (Dobie Gray), já o #TeamBlake cedeu uma de suas vagas para Cali Tucker que entregou uma performance de Black Velvet (Alannah Myles). Desses quatro, acho que Murley é aquele que tem mais chances de ir longe porque ele parece ser bastante diferente; Tucker tem uma tia famosa e isso pode ter alguma influência no seu futuro no programa, mas não acredito realmente nisso; já Boyer e Ellis são cordeirinhos para sacrifício e só isso mesmo.

Jake BarkerWhen I Was Your Man (Bruno Mars)

Falsetes e firulas são interessantes na maioria das vezes que são usados, mas não como Jake Barker o fez. O cara tem uma voz única e interessante, isso é inegável, mas sua interpretação da música de Bruno Mars foi tão cheia de exageros que eu estava mais incomodando me perguntando quantas coisas ele tinha feito com a voz em apenas um verso da música do que com qualquer outra coisa. Com apenas Blake não virando pra ele, o garoto decidiu ir para o #TeamUsher e acho que ele pode ter certo futuro lá. Só não quero que ele chegue aos lives porque só com essa blind já ouvi bastantes agudos pela temporada inteira.

Paula DeAndaThe Way (Ariana Grande)

Na primeira vez que vi essa audição achei bem ruim e quase a coloquei em último no ranking, mas quando revi percebi que a música a limitou bastante, porém ela tem uma boa voz e aquele agudo que ela fez ao final de “the way I love you…” mostrou que ela tem certo potencial a mostrar. Disputada pelo country e pela colombiana, DeAnda optou por ir para o #TeamBlake e eu acho que ela tomaria uma decisão errada de qualquer jeito, pois Usher e Adam eram aqueles que eu acho que poderiam agregar mais valor à garota.

Alaska & MadiBarton Hollow (The Civil Wars)

Honestamente, alguém me explica o porquê dessas garotas quererem formar uma dupla? As duas separadas são ótimas, mas juntas elas parecem estar em uma eterna batalha. Não achei harmônico o encontro entre as vozes e queria que essa batalha acabasse logo para eu poder dar a vitória a Madi e ela seguir sozinha no programa. Adam e Blake viraram e foi divertido ver Adam tentando a todo custo levar a dupla para seu time, mas elas sempre foram #TeamBlake e isso estava claro desde o início. Torço pela eliminação delas o quanto antes, não quero “The Swon Brothers Womens Version” nessa temporada.

Ria EatonCups [When I’m Gone] (Anna Kendrick)

Ela começou a apresentação bem ruim, é verdade, mas minha gente a evolução que essa garota apresentou nessa audição foi mais visível e maior do que a que muitos ex participantes do reality e essa melhora a fez merecer as cadeiras viradas de Blake e Shakira. A disputa entre os coaches foi a mais divertida dessas blinds e foi hilário ver Shakira tentando falar alguma coisa e sempre sendo interrompida. Sobre o resultado dessa disputa, eu jurava que ela iria escolher a Shakira, mas vem um “booom” na minha face e ela escolhe o #TeamBlake. Espero que o cantor faça bom proveito dela, porque essa menina tem bastante potencial.

Josh KauffmanOne More Try (George Michael)

Ok, ok, ele foi ótimo, tem um timbre maravilhoso, vários ótimos incríveis, mereceu as quatro cadeiras que virou (o que está cada vez mais raro nesse programa), entretanto a performance não me atingiu emocionalmente em momento algum, não consegui me conectar com ela e essa é a única razão que não o coloca no topo do ranking do episódio de segunda. Escolhendo o #TeamAdam, creio que ele já está com passagem garantida aos lives, no entanto, ele me lembra de Preston Pohl e Bryan Keith, ótimos vocalistas que ficam estagnados por nunca ousar nas escolhas. É esperar pra ver.

Ellen Oléria Cierra MickensCrazy (Gnarls Barkley)

Piadinhas com semelhança entre Cierra e a campeã da primeira versão nacional do reality a parte, posso dizer que a interpretação dela de uma música batida em realities foi incrível e um das melhores que já vi. Assim como Ellen Oléria, Cierra parece colocar sua alma na música e isso é um diferencial que me agrada bastante. A única coisa que me incomoda é que, como a candidata não está no The Voice Brasil e sim no The Voice US, uma comparação mais correta seria com Stephanie Annie Johnson, cantora competentíssima que é subestimada por coaches e público, tendo uma eliminação precoce e injusta. Espero estar errado.

Kat PerkinsGold Dust Woman (Fleetwood Mac)

Desde quando Kat apareceu no programa ela já estava com a difícil missão de sustentar o nível de exigência que eu tinha com ela só por seu nome ser o mesmo de uma das minhas participantes prediletas da história do reality, e não é que ela veio e ao invés de sustentar esse nível acabou quebrando tudo (argh, odeio essa expressão, mas fazer o que?) e entregando uma das melhores blinds dessa temporada. Ela já começou ótima e foi apenas melhorando daí em diante entregando um final poderoso e, de certa forma, impactante. Virando injustamente apenas a cadeira de três coaches (Blake, seu filho da mãe, te odeio) e sendo aplaudida de pé pelos três a cantora acabou escolhendo o #TeamAdam e eu não só torço para isso como realmente acho que ele seria o melhor coach pra ela. Essa parceria ainda irá nos entregar ótimos momentos.

Ddendyl Stand By Me (John Lennon)

Como não gostar de uma pessoa que tem um nome tão peculiar quanto esse? Ddendyl me conquistou logo com isso e a sua fofura durante o VT de apresentação só foi aumentando essa empatia, entretanto eu não estava preparado para o que essa menina apresentaria. Da primeira nota até a última, a performance dela foi impecável e eu questiono a sanidade de Usher, Adam e Blake por não virarem pra ela. Espero que a produção tenha trocado a ordem das blinds e ela tenha sido a última pessoa a conseguir uma vaga em um time, porque não quero pensar que eles quatro virariam para pessoas tão inexpressivas e não para Ddendyl. Está no #TeamShakira e sua presença já é obrigatória no top 12.

ELIMINADOS

Desde já, saibam que irei ignorar os combos porque não sou obrigado. Dito isso, Gabi Ramirez entregou uma versão bastante apática de The A Team (Ed Sheeran), e tanto a escolha equivocada da música quanto o seu nervosismo contribuíram para isso. Alguém entendeu a confusão que foi Luke Cooper interpretando Radioactive (Imagine Dragons)? Era tanto erro e exagero que eu cheguei a sentir saudades da performance de Jake Barker. Tyler Montgomery encerrou a categoria de reprovados da noite com I Wish (Stevie Wonder) e eu não entendi o porquê de os coaches não virarem, tanta gente já tem vaga nos times mesmo entregando menos que ele, por que Tyler não merecia também?

Chegando ao segundo dia de audições, cada coach tinha apenas uma vaga para completar o seu time, e embora eu duvide que isso tenha realmente acontecido, foi uma boa dinâmica para se estabelecer no último episódio de audições, e sem perder tempo vamos a elas.

Brittnee CamelleSkyscraper (Demi Lovato)

Esperando ter acertando cada letra de seu nome, Neiddi ela nos proporcionou a pior performance vocal de um candidato aprovado no programa, e olha que a disputa estava concorrida (um beijo para Sam Behymer e Madilyn Page). Inacreditavelmente virando duas cadeiras, ela ainda teve a oportunidade de escolher um time e foi para o #TeamUsher e espero vê-la eliminada em um combo porque sim.

Kaleigh GlantonHave You Ever Seen The Rain (Creedence Clearwater Revival)

Lembram-se de minhas reclamações com a vulgarização dos 4 chairs? Pois é, ela não se aplica aqui, já que Kaleigh mereceu as quatro cadeiras que virou e foi realmente ótima, e só está abaixo das outras duas porque quando se trata de música sou mais emocional que racional. O seu tom de voz doce, suas inflexões e até a presença de palco um tanto tímida contribuíram para o fato de ela ser uma das poucas pessoas que mereceram de fato todas as cadeiras viradas. Escolheu o #TeamBlake e acho que, com exceção de Usher, todos os coaches poderiam contribuir bastante para a cantora e já espero ansiosamente por vê-la eliminando Audra McLaughlin do time de Blake nos knockouts.

Lindsay BruceEven If It Breaks Your Heart (Eli Young Band)

Não sei onde a produção arranja os clones das pessoas, mas depois de Ellen Oléria não é que eles me aparecem com Colbie Caillat? Sério, quando ela surgiu na tela eu juro que pensei “a Colbie não flopou tanto a ponto de participar do The Voice, né?”. Deixando as brincadeiras de lado, Lindsay teve certos problemas vocais, entretanto sua fofura e entrega à canção foram tão ótimas que fizeram valer as duas cadeiras que virou. Foi para o #TeamShakira e só fico triste de saber que a coach teve que apelar novamente para o fator Miranda Lambert pra conseguir um candidato, pois além de repetir um argumento, demonstra que ela não confia nela mesma, o que é bem chato.

Caleb ElderGroove Me (King Floyd)

Sua voz pode até não lá grandes coisas, mas o cara tem estilo, simpatia e entretém mais do que a maioria dos candidatos dessa temporada. Como daqui pra frente o programa não depende única e exclusivamente da voz, consigo ver um bom futuro para o candidato e provavelmente fora do #TeamAdam, pois acho que Adam irá usá-lo como um cordeiro para o abate e porque Shakira demonstrou certo interesse por ele (“He’s so cool! I want to have him on my team now.”).

ELIMINADOS

Joe Trombino entregou uma performance de Love And Happiness (Al Green) que nunca parou de deixar a desejar em algo, até quando ele conseguia atingir as notas que almejava; espero vê-lo no programa futuramente, e da próxima vez com menos danças, faça o favor. Beau Thomas interpretou You Are the Best Thing (Ray LaMontagne) corretamente e só, foi melhor que Brittnee, mas não reclamo de sua eliminação do programa. Sobre o combo, só me lembrei de Sheila Marshall que conseguiu minha atenção com aqueles segundinhos, porém foi só isso e nem sinto mais falta dela.

E as audições terminam, os times estão completos e agora falarei sobre os pareamentos das batalhas e de cada time separadamente, portanto caso não queira ver spoiler é só ir para baixo e comentar logo.

#TeamAdam – Christina Grimmie, Dawn & Hawkes, Delvin Choice, Cary Laine, Sam Behymer, Joshua Howard, Patrick Thomson, Kat Perkins, Josh Murley, Austin Ellis e Caleb Elder.

Pareamentos:

Austin Ellis x Josh Kaufman
Caleb Elder x Delvin Choice
Christina Grimmie x Joshua Howard
Cary Laine x Sam Behymer

Fomos “spoileados” com 4 pareamentos de cada time e as observações que faço deste é que Adam finalmente aprendeu a parear as pessoas do seu time, colocando os destaque contra gente mais ou menos. De qualquer forma, seu time tem bastante potencial e disputa com o time de Shakira pelo segundo lugar absoluto no meu ranking.

#TeamShakira – Kristen Merlin, Jeremy Briggs, Deja Hall, Deshawn Washington, Clarisse Serna, Lindsay Pagano, Dani Moz, Music Box, Emily B., Cierra Mickens, Ddendyl e Lindsay Bruce.

Pareamentos:

Cierra Mickens x Emily B.
Deja Hall x Music Box
Kristen Merlin x Lindsay Bruce
Dani Moz x De’Shawn Washington

Como já disse, o time de Shakira disputa com o time de Adam pelo segundo lugar do meu ranking, pois apesar de o time dela não ter a força do dele, é o time que tem mais candidatos que eu realmente curto. Entretanto, é inegável a capacidade que Shakira tem de fazer péssimos pareamentos, quer dizer, Dani Moz e De’Shawn ganham um pareamento enquanto Clarisse, Ddendyl e Jeremy correm o risco de serem pareados juntos? Será que ela não aprendeu nada com a última vez?

#TeamUsher – T.J. Wilkins, Biff Gore, Bria Kelly, Madilyn Paige, Brothers Walker, Tanner James, Melissa Jiménez, Morgan Wallen, Stevie Jo, Jake Barker, Tess Boyer e Brittnee Camelle.

Team Usher:
Bria Kelly x Tess Boyer
Brothers Walker x Morgan Wallen
Brittnee Camille x Melissa Jiménez
Jake Barker x Stevie Jo

É até difícil compreender como um time que começa tão bem termina abaixo de todos os outros. Bria é o único e verdadeiro destaque do time, o restante é formado por gente sem sal ou só por puro potencial. Seus pareamentos parecem ser os mais acirrados justamente porque todo o time está quase no mesmo nível, e o bom disso é que acho que as maiores surpresas sairão daqui.

#TeamBlake – Jake Worthington, Noah Lis, Ryan White Maloney, Sisaundra Lewis, Megan Rüger, Lexi Luca, Audra McLaughlin, Paula DeAnda, Cali Tucker, Ria Eaton, Alaska And Madi e Kaleigh Glanton.

Pareamentos:

Megan Rüger x Ria Eaton
Jake Worthington x Lexi Luca
Sisaundra Lewis x Paula DeAnda
Alaska And Madi x Audra McLaughlin

O time que tem o melhor equilíbrio entre popularidade e talento é aquele que mais espero nas batalhas, e além de ter um time diversificado e interessantíssimo, Blake parece realmente estar se livrando da bobagem de só escolher artistas countries e seus pareamentos revelam essa vontade dele em levar o time mais diversificado possível aos lives.

Por ora é isso, próxima semana começam os battle rounds e espero que eles proporcionem tudo àquilo que as blind auditions deixaram a desejar. Até lá!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s