Review: The Voice 6×04 – The Blind Auditions Continues

TV 6x04
O dia em que Adam disse não aos candidatos, e vice-versa.

Quando terminei de ver o episódio, comecei a pesquisar para saber se esse teria sido a primeiro episódio de audições do programa onde um coach não havia adquirido sequer um participante para seu time. Descobri que não era, pois no 3×02 o mesmo Adam não tinha acrescentado ninguém a seu time, porém ainda assim é um fato curioso do qual o programa se aproveitou para criar uma espécie de “plot twist” pra sambar na nossa face.

Mas isso é algo que falarei mais tarde, vamos falar das audições que decepcionaram um pouco e que fizeram deste o pior episódio da temporada até agora. Seguindo o mesmo esquema da review passada, colocarei as performances na ordem da que menos gostei para as que mais gostei. E começando novamente com o combo de aprovados, o #TeamShakira conseguiu Dani Moz e Music Box e o #TeamBlake conseguiu Lexi Luca. Não acho que as adições do time de Shakira farão muita diferença (embora eu queira que Music Box dure bastante no reality só pelo nome exótico), mas acredito que Lexi Luca possa nos surpreender e chegar ao top 12 sem problemas.

Megan Rüger – Just Like A Pill (P!nk)

No momento em que a cantora entrou em achei ela bastante parecida com Michaela Paige da season 3, que junto de Cassadee e Terry formava o top 3 do time de Blake naquela temporada, mas tal semelhança parou quando Megan soltou a voz. Ao contrário da ex-participante, a voz de Rüger é bastante limitada e ela não apresenta a mesma energia que a outra candidata, porém a comemoração que ela fez ao final da performance me conquistou e já me fez torcer para vê-la chegar, no mínimo, aos knockouts. Tendo duas cadeiras viradas, a cantora fez uma boa escolha de ir para o #TeamBlake e eu realmente acho que ele fará um bom trabalho com ela.

Stevie Jo – There Goes My Baby (Usher)

Eu consigo apontar vários acertos nessa performance, desde sua entrega à canção até seus agudos muito bem colocados, entretanto um erro suprime os acertos: a song choice. A música não fez favor algum, pelo contrário, limitou o talento do rapaz e ele teve que se esforçar bastante para tirar leite de pedra. Ainda bem que o cara foi para o #TeamUsher e terá uma chance de nos mostrar todo o seu potencial daqui pra frente.

Audra McLaughlin – Angel From Montgomery (Bonnie Rait)

Impecável do início ao fim, a apresentação de Audra só está aqui porque eu não consegui me conectar com ela, pareceu que a candidata só estava ali, mostrando o quão ótima vocalmente é sem realmente se entregar à canção, e mesmo assim virou as quatro cadeiras.  Como eu disse no início da review, a edição nos fez acreditar que ela escolheria o Adam e a candidata nos surpreendeu escolhendo o #TeamBlake. Honestamente, acho que o Blake é o que menos fará a participante evoluir no programa, mas em questão de longevidade, acho que ela é uma das grandes apostas do time.

Morgan Wallen – Collide (Howie Day)

Wallen me proporcionou justamente oposto de McLaughlin, enquanto ela foi vocalmente perfeita e sem emoção, o rocker se entregou tanto a performance quanto falhou vocalmente, mas como eu considero mais a emoção do que a técnica, decidi dar ao cantor a medalha de prata da noite. Conseguindo fazer com que Usher e Shakira apertassem o botão, eu jurei que ele escolheria a Shakira, mas ele foi para o #TeamUsher e provavelmente será eliminado logo logo.

Emily B. – Wicked Game (Chris Isaak)

Mesclando perfeitamente competência vocal e entrega emocional, Emily foi a única candidata da noite que merecia ter sido uma 4 chair, e infelizmente não foi porque Adam é burro / estúpido / xingamento aleatório. Cada palavra dita por ela transmitia tanta emoção que duvido alguém não ter sido tocado pela interpretação dessa moça. Escolheu o #TeamShakira e embora tenha a minha torcida, não vejo a moça indo muito longe por não parecer muito popular e espero realmente estar errado nesse caso.

ELIMINADOS 

Sendo o único eliminado a ter mais que 10 segundos no programa, James Cavern entregou uma apresentação bem “excêntrica” de Let’s Get It On (Marvin Gaye) e me limito a dizer que seria melhor ele ter escolhido outra música. Sobre os que foram “combados” achei merecido porque consegui odiar a apresentação dos 3 apenas naqueles 3 segundos. A noite de audições termina e os times ficam assim:

#TeamAdam – Christina Grimmie, Dawn & Hawkes, Delvin Choice, Cary Laine, Sam Behymer, Joshua Howard e Patrick Thomson
#TeamShakira – Kristen Merlin, Jeremy Briggs, Deja Hall, Deshawn Washington, Clarisse Serna, Lindsay Pagano, Dani Moz, Music Box e Emily B.
#TeamUsher – T.J. Wilkins, Biff Gore, Bria Kelly, Madilyn Paige, Brothers Walker, Tanner James, Melissa Jiménez, Morgan Wallen e Stevie Jo.
#TeamBlake – Jake Worthington, Noah Lis, Ryan White Maloney, Sisaundra Lewis, Megan Rüger, Lexi Luca e Audra McLaughlin.

Todos os times estão bem heterogêneos e eu consigo ver um vencedor em cada um deles, e, por ora, o time de Shakira está um tantinho acima na minha preferência, mas se iguala com os outros em questão de talento.

Trazendo o mais fraco dentre seus episódios, a sexta temporada segue sem empolgar tanto quanto sua predecessora, porém ainda mostra artistas de um ótimo nível e a química entre os 4 coaches continua tão boa quanto na semana passada. Só nos resta esperar que, ou na próxima semana surjam candidatos tão únicos quanto os da seasons anteriores ou as battles nos surpreendam trazendo vários “breakout moments” para nos deixar de queixo caído. Seja como for, só não quero que o programa continue apenas “bom”, quero que ele volte a ser tão “incrível” quanto já foi.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s