Review: Grimm 3×02 – PTZD

Grimm 3x02

Mais uma semana, mais um acerto.

Seguindo a mesma trama pelo 4º episódio seguido, Grimm novamente mostra uma incrível continuidade e segue fazendo com que a qualidade da série ascenda a cada episódio. Aparentemente chegando ao fim da trama dos zumbis, acompanhamos os resultados de toda a confusão que o Barão e Eric trouxeram para Portland, além de continuar vendo Adalind fazer de tudo para recuperar seus poderes.

Já falando na bitch, tenho que falar que estou curtindo bastante essas etapas que ela tem que passar para voltar a ser uma hexenbitch hexenbiest. Quem não riu bastante a ver qual era cada uma dessas etapas? E quem não riu mais ainda o vê-la cumprindo todas elas? Apesar de ela ter parecido estar recuperando seus poderes, me pergunto se isso afetaria o seu bebê, o que me leva a outra pergunta: será que ela realmente o abandonaria? Tudo bem que esse foi o trato feito entre ela e Stefania, mas não acho que será tão simples assim. Ainda acredito que Adalind aproveitará mais do sangue real que tem em seu ventre.

Continuando com o sangue real, será mesmo que Eric tenha morrido? Provavelmente ele fará cosplay de Kelly e aparecerá vivo em qualquer momento na série. Acho que aquele informante de Sean está, na verdade, trabalhando para Eric e que isso tudo é um plano para fazer com que a mãe de Sean apareça, visto que após a possível morte de Eric ela ligou e realmente acho que essa ligação não foi mostrada por acaso.

Enfim, indo para o que realmente importou nesse episódio, tivemos Nick zumbi atacando a família que apareceu no final da première, em uma cena de perseguição digna de qualquer filme de terror. Esse ataque serviu para explicar como a série irá abordar o fato de Nick ter virado zumbi e sobre como Portland aceitará esse fato, Sean tomou a dianteira da situação e decidiu fazer com que Nick infectado recebesse a identidade de Thomas Schirach, fazendo assim com que a identidade de Nick fique intacta, embora eu ainda ache que alguém que tenha visto ele durante este período irá reconhecê-lo, ou até mesmo ver aquele vídeo que o Capitão pegou.

Falando nesse vídeo, só eu achei fácil demais ele ter roubado isso da cena do crime? Aliás, ele rouba, leva para a delegacia, coloca na sua gaveta, assiste ao vídeo na delegacia… Assim fica difícil aceitar essa falta de impunidade que o cara tem (não só a dele, como a de Nick e Hank), mas vamos deixar isso passar, por ora.

Na investigação do ataque (feita por Holtby e Bauer, que pelo jeito são os JÊNIOS da polícia de Portland), Juliette e Rosalee foram interrogadas por ambos para saber o que havia acontecido naquele bar. Essa combinação que todos fizeram para não haver furos na versão de nenhum me pareceu que iria falhar, mas felizmente os roteiristas usaram isso apenas para fazer com que Nick, com a sua super audição descobrisse que era o responsável pela morte de uma pessoa, o que foi responsável pelo draminha de ele querer se entregar e tudo o mais, o que obviamente ele não faria.

Sobre o processo de recuperação, é ótimo ver que os roteiristas mostram criatividade a mostrar que não foi tão fácil trazer Nick de volta a forma humana e que, mesmo voltando a esta, ele ainda passa por algumas situações. Quer dizer que o grimm ainda não voltou totalmente ao seu estado normal e pode despertar o zumbi que há dentro dele a qualquer momento? A cena onde Juliette acorda ao lado do corpo dele, o momento onde ele quebra a caneca (ao ouvir o interrogatório de Juliette) e o momento que ele reluta antes de tomar a segunda dose da cura são algumas das dicas do que essa transformação fez ao protagonista e que, provavelmente, esses sintomas não desaparecerão tão cedo.

Apresentando um episódio superior a première, Grimm continua sendo uma grande surpresa para mim por estar sempre num aumento de qualidade (coisa que muitas das séries mais conhecidas e admiradas pelo público não fazem). Que venha o próximo episódio para intensificar esse processo de melhora da série!

Observações:

– Rola uma teoria nas interwebs de que o nome do episódio significa “Post traumatic zombie disease” algo como “trauma pós-doença do zumbi”, em tradução bastante livre e provavelmente incorreta;
– A Rosalee estava tão calma no seu interrogatório que pensei que os policiais desconfiariam bastante dela;
– O que foi a caveirinha na barriga de Adalind? Será que o bebê virou tóxico ou letal?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s