Review: Grimm 2×04 – Quill

O episódio termina e sensação que fica é a de que aconteceu muito, mas não aconteceu nada.

Não entenderam? Então me deixem explicar. Tinha o caso da semana, Monroe e Rosalee, Juliette atrás de seu passado com Nick, Nick ensinado para Hank o que são e como agem os Wesen, e ainda tivemos Renard comunicando-se com um espião na “Mansão Real” (não achei nome melhor, me matem). Mas foi tudo isso em pouco mais de 40 minutos de série, ou seja, pouco tempo para muita coisa. E foi tão pouco tempo que me causou espanto, tanto que, no final do episódio, soltei um “Já?” bastante audível.

O episódio começou de maneira bem ágil com um Wesen visivelmente doente partindo para cima de outro sem nenhum motivo aparente. E mais tarde descobrimos que isso foi causado por uma praga do mundo Wesen conhecida como Fluvus pestilentia, que causa os seguintes sintomas: a pessoa fica sexualmente voraz, depois a vítima fica apenas voraz até chegar ao estágio final, onde ela ataca qualquer um que vê pela frente sem nenhum motivo. E ainda há um bônus, a pessoa vira um projeto nojento de plástico bolha.

Tudo isso seria completamente descartável (embora interessante) se uma das vítimas não fosse Rosalee. Tenho um carinho gratuito pela personagem, então quando surgiu a mínima possibilidade dela sair da série, eu temi que ela realmente morresse (como sou bobo), já que a atriz está grávida e digamos que sua personagem é tão importante para série quanto o sargento Wu (exagero detected), além de toda a sequência ter vindo com um ar de despedida. Mas, felizmente, ela continua na série e ainda veremos mais do casal Wesen da série.

Falando em casal Wesen, creio que, excetuando aquelas que tiveram a ajudinha do Fluvus pestilentia, as cenas deles juntos foram as mais românticas de um casal na série até hoje. Weir Mitchell e Turner tem uma ótima química (até maior que a existente entre Tulloch e Giuntoli) e o que mais contribui para isso, é o fato deles serem os responsáveis pelos personagens mais simpáticos da série. Ainda quero ver muito desse casal nessa temporada.

Uma das partes mais divertidas do episódio, ao menos para mim, foi ver Juliette tentando descobrir como era a sua relação com Nick. A ligação para Monroe e sua conversa com Bud foram um tanto constrangedoras, principalmente a ligação para Monroe, já que, além do visível desconforto de ambos, a resposta que ele deu não foi uma das conclusões mais difíceis de se tirar (“Felizes. Vocês eram felizes”). Mas foi na conversa entre ela e Bud que surgiu algo interessante, pois ele tecendo vários elogios à Nick e, no calor da emoção, revelou para Juliette que Nick é um Grimm. Bud ainda tentou reverter a situação, mas creio que não tenha tido tanto sucesso e torço para que Juliette investigue melhor essa história.

Gostei de ver Hank aprendendo a lidar com essa “nova” realidade. Nick já ensinou para ele o que são Wesens, disse que esse seres estão envolvidos na maioria dos seus casos recentes e ainda descobriu que Rosalee e Monroe são seres como esses. Alguma coisa me diz que ele não está realmente aceitando a coisa tão bem quanto aparenta, acho que ele ainda vai dar uma piradinha nos próximos episódios.

E a história de Renard ainda é nebulosa, tão nebulosa que eu não faço a menor ideia aonde isso vai parar. Reunindo as informações que vimos até agora, podemos confirmar que ele é um bastardo da família real e como a maioria dos bastardos ele não é tratado muito bem pelos seus irmão; ainda sabemos que ele está contra a sua família (ou a favor de Nick) e que ele é um híbrido. Muitos dizem que ele é metade Hexenbiest, mas não acredito muito nisso, creio que ele é uma mistura de humano e outra criatura que ainda não nos foi apresentada.

Ainda nesse episódio, Renard se comunicou com o seu espião (que citei no início da review) e este o informou da chegada de um Nuckelavee, uma criatura Wesen equivalente a um cavalo. E parece que esse será o próximo desafio de Nick, enfrentar um cavalo. Honestamente, alguém acha que essa criatura pode ser mais perigosa que um Blutbad, por exemplo? Sei que estou tirando conclusões um tanto cedo, mas não deu para levar a sério uma criatura que se parece com um cavalo.

E foi apenas pequenos aperitivos que a série nos deu nesse episódios, apenas uma preparação do que estar por vir. Pelo que parece, o que está vindo aí é algo muito bom.

Observações

– Sério, na hora que o cara se transformou em um cavalo eu ri
– Muito melhor a abertura sem a narração, não acham?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s