Cannes 2012 – Premiação e observações

Michael Haneke leva a Palma de Ouro com o filme Amour

Acho que todos conhecem ou já ouviram falar do Festival de Cannes, então não farei introduções aqui. Com Amour e Beyond The Hills despontando como favoritos a Palma de Ouro, o resultado da premiação ficou assim:

Palma de Ouro: Amour, de Michael Haneke
Grande Prêmio do Júri: Reality, de Matteo Garrone
Interpretação Masculina: Mads Mikkelsen, por The Hunt
Interpretação Feminina: Cristina Flutur e Cosmina Stratan, por Beyond The Hills, de Cristian Mungiu
Direção: Carlos Reygadas, por Post Tenebras Lux
Roteiro: Cristian Mungiu, por Beyond The Hills
Prêmio Especial do Júri: The Angel’s Share, de Ken Loach
Câmera D’or: Beasts of The Southern Wild, de Benh Zeitlin
Palma de Ouro de curta-metragem: Sessiz-be Deng, de L.Rezan Yesilbas
 

Vamos as observações.

Assisti a apenas a um filme de Michael Haneke (o fraco A Professora de Piano), mas não posso julgá-lo por apenas esse trabalho, então só posso dizer que, segundo opinião geral, é impossível se sentir indiferente aos seus filmes.

Me surpreendi com a vitória de Mads Mikkelsen, pois nunca vi um filme onde sua atuação estivesse melhor que “boa”, fora que esperava ver Brad Pitt, Matthias Schoenaerts ou Matthew McCounaghey (por Mud) levarem esse prêmio, pois vi mais elogios as atuações destes 3 do que a de Mikkelsen. Mas quem sabe eu me surpreenda ao assistir o filme e concorde com esse prêmio.

Não vi nenhum exemplar dos outros premiados, portanto só direi que já esperava boa parte delas.

É quase impossível falar em Cannes e não se lembra do Oscar. Que os dois tem grandes diferenças é bastante óbvio, mas no Festival de Cannes alguns filmes/atuações podem despertar a atenção de quem, assim como eu, já está pensado sobre a premiação da Academia.

Creio que os filmes, Mud, Cosmopolis, Beasts Of The Southern Wild, Moonrise Kingdom e Killing Them Softly, devam ganhar uma atenção durante a corrida pré-Oscar, e os 3 últimos citados devem ganhar um tanto mais que os outros três.

Acho que também devemos reparar em Brad Pitt e Matthew McCounaghey (por Mud) devam receber algum destaque também. Sobre as atuações femininas, segundo o Awards Daily, Quvenzhané Wallis (quero saber como se pronuncia o nome dela) deve ganhar algum destaque também.

Já em direção e roteiro, Wes Anderson deve receber atenção pelos 2 por Moonrise Kingdom, Michael Haneke pela direção em Amour, e Andrew Dominik pelo roteiro e direção de Killing Them Softly.

Essas são as únicas que posso dizer com segurança. Tenho outras apostas, mas prefiro guardar (por enquanto) esses palpites.E Se você quiser dar uma olhada nas avaliações dos críticos do site Screen Daily sobre os filmes que estavam na competição, veja a imagem abaixo.

Em um ano menos turbulento que 2011, o festival de Cannes se despede com uma premiação que contrariou as expectativas de muitas pessoas e deixa os cinéfilos ansiosos pela estreia de alguns filmes que poderiam passar despercebidos se não fosse pelo festival. Desde já esperando pelo festival do ano que vem

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s