Review: Supernatural 7×23 – Survival Of The Fittest [Season Finale]

É com tristeza que digo que esse episódio foi a pior Season Finale de Supernatural

Se fosse episódio no meio da temporada, seria bem mediano, mas como foi uma Season Finale, foi péssimo. Como se não bastasse plot principal da temporada ser ruim, foi “resolvido” de forma tão rápida e fácil, que me perguntei (e acho que muitos) “Uma temporada inteira para isso?”, foi frustante e sem graça, ainda bem que estamos dando adeus a Sera Gamble como showrunner, ela simplesmente descaracterizou toda a série que eu amava e esperava ansiosamente a cada episódio, estava aturando isso tudo até agora porque achava que ela teria uma explicação plausível, mas infelizmente isso não aconteceu. Espero que Jeremy Carver dê um destino mais digno à série criada por Eric Kripke.

Acho que todos já estavam enjoando a trama “vamos transformar o mundo em uma refeição de leviatãs”, então pelo menos essa chatice já acabou. Mas a forma com que ela acabou foi muito ruim, não tivemos um embate empolgante, e só teve “ação” nos últimos 7 minutos de episódio (sim, eu contei), bastante desagradável, principalmente pelo fato de que, apesar de ser uma trama ruim, poderia dar um embate final decente.

Eu já disse nas minhas reviews anteriores que não gostei do personagem Kevin, pelo fato da trama do personagem ser desinteressante e o ator não ser nem simpático, e foi com imenso desprazer que recebi a “notícia” de que ele deve continuar aparecendo na série durante a próxima temporada. Se fizerem isso com ele, e não o fizerem com personagens como Garth e Charlie, eu pensarei em abandonar a série (coisa que, depois de quase 7 anos acompanhando a série, só vim cogitar hoje, quando terminei de ver o episódio).

Outra coisa que atrapalhou o episódio foi a sua tamanha obviedade, era óbvio que Dick faria mais cópias suas; como também era óbvio que Crowley realmente daria seu sangue para os irmãos, mas haveria alguma consequência; etc. E, para complementar a obviedade, Sera Gamble optou por não ousar o mínimo possível, e preferiu “retirar” o osso de um personagem que nunca apareceu na série, sendo que ela tinha um possível trunfo na mão, mas acho que fui um tanto ingênuo de esperar algo bom dela. Enfim, (quase) tudo foi muito previsível e chato. Mas, como eu disse, o episódio foi mediano e teve algumas coisas interessantes.

A minhas cenas preferida do episódio são, sem dúvida nenhuma, o retorno do Impala e a 2ª “despedida” do Bobby (que, novamente, não deve ser definitiva). A 1ª pelo simples fato de que o Impala jamais deveria ter saído da série, é quase um 4º irmão, e creio que todos os fãs da série já estavam com saudades de vê-lo. A 2ª porque foi a sequência mais bem contruída do episódio, e foi a única que funcionou totalmente comigo, mas tem um porém, afinal, essa provavelmente não deve ser a definitiva despedida do personagem, mas deveria ser pois, apesar de gostar do personagem, a série já está saturada de tanta gente que não morre definitivamente, não acho que seria agradável colocar mais um nessa lista.

As tramas envolvendo Meg e Cas foram relativamente satisfatórias. A de Meg funcionou um pouco mais, aliás, ela foi umas das poucas personagens bem aproveitadas durante a temporada, e espero vê-la durante a próxima. Já a do anjo tem alguns problemas, como ver o Cas daquela forma, e embora fosse divertido no 7×21, já está um tanto quanto chato vê-lo desse jeito; ainda bem que ele pareceu estar recuperando um pouco do verdadeiro Cas no final do episódio, e espero que aquele Cas volte na próxima temporada.

Os cliffhangers foram interessantes, digo “os”, pois tivemos alguns paralelos e o central. Dos paralelos, o que menos me deixa curioso é o fato do Sam estar sozinho, pois já vimos isso na 4ª temporada e provavelmente será a mesma coisa (só que sem a Ruby); já os outros são mais interessantes, afinal o que Crowley quer com Kevin e Meg? Tenho minhas teorias sobre o que ele quer com ela, e a principal e de que ele quer vingança, pois ela quase o matou na temporada passada, e seria bastante interessante ver essa vingança; mas não tenho ideia sobre o que ele quer com o garoto. Já o cliffhanger principal é semelhante ao que vimos na 3ª temporada, mas tem diferenças bastante significantes, já que na 3ª ele sabia que ia para o inferno, e todo o episódio já tinha um clima de despedida, mas aqui ele foi pego de surpresa, e provavelmente deve sofrer com a ira de todas as criaturas que destruiu durante todo esse tempo. Creio que Carver dará futuros competentes a esses plots.

E é assim que termina a 2ª temporada mais fraca de toda a série (só é melhor que a 6ª), com uma péssima Season Finale e com cliffhangers funcionais. Embora esse episódio tenha diminuído bastante a minha confiança com a série, continuarei vendo a série, e esperando que consigam recuperar um pouco da Supernatural que eu tanto gostava.

PS: SPN às quartas depois das férias da série \o/

Anúncios

2 comentários sobre “Review: Supernatural 7×23 – Survival Of The Fittest [Season Finale]

  1. Gostei bastante do episódio, ele não teve muita cara de Season Finale mas a partir de 30 minutos o nível do episódio subiu bastante.
    E quanto a resolução dos leviatãs foi o que eu esperava, afinal o plot dos leviatãs não era muito bom então seria meio dificil querer um desfecho ótimo.
    E acho que a série vai melhorar bastante com a saida de Sera Gamble. Mas é esperar para ver.

  2. Eu gostei bastante do episódio também, tem várias partes que eu concordo com você e espero muito que a Meg apareça na próxima temporada também.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s