Review: The Vampire Diaries 3×15 e 3×16

Com um episódio bom e um fraco, a constante irregularidade da série me deixa bastante preocupado com o fim dessa temporada. Spoiler Alert !!!!!

3×15 – All My Chidren

A expressão de Rebekah na imagem acima reflete a minha impressão sobre o episódio, ao contrário do que a maioria (que, cá entre nós, babam até os créditos iniciais da série) achou sobre o episódio, desgostei de 80% do que vi. Tudo pareceu uma enrolação para descobrirmos que há um carvalho branco “vivinho” e pronto para aterrotizar novamente os Originais.

Mais uma vez todos se juntam para derrotar Klaus e  não conseguem, acho que já é a quarta vez que isso acontece na série, está ficando chato, ou Klaus morre logo ou param de tentar matá-lo. Elena ter contado a verdade para o Elijah não me surpreendeu, pois era óbvio que ela iria contar e que os Salvatore iram se juntar para salvá-la assim que possível, e isso poderia ter sido bem aproveitado se houvesse boas atuações do trio principal, não foi o que houve. O plot teve a participação de Rebekah, que, para variar, estava tentando matar Elena, mas não o fez pois o acordo feito com os Salvatore a “impedia” de fazê-lo, ainda ela argumentou que prefere vê-la sofrendo durante toda a sua vida do que matá-la e se vingar de uma vez por todas, um argumento sugerido por Elena (!!!) e ela ainda corrobora com ele (!!!!!!), perdeu pontos comigo Rebekah. O plot foi resolvido de forma insatisfatória, já que além de Klaus não morrer, Esther e Finn desapareceram de forma misteriosa e provavelmente a série deve esquecer dos dois personagens, espero que eu esteja errado.

Mas o episódio ainda teve alguns pontos positivo. Como disse na review do episódio anterior, qualquer casal formado com Caroline convence o espectador, e não foi diferente nesse episódio, a relação entre Klaus e ela foi bem trabalhada, teve bons momento dos dois personagens e deve ter agradado bastante aos fãs do casal. Saber que ainda existe um carvalho branco à solta por aí me deixou feliz e triste, feliz porque é um plot interessante e que pode finalmente dar um fim a essa história de tentar matar o Klaus, e triste porque a série está rodando e voltando ao mesmo ponto, onde que importa é matar Klaus. É melhor a série voltar a ousar, senão perderá a sua marca registrada.

PS: Verdade, é Bonnie quem sempre acaba perdendo.

3×16 – 1912

O episódio começou bem morno, parecendo ser um daqueles fillers que nem agrada nem desagrada. Mas foi crescendo a cada minuto que se passava e tornou-se um bom episódio e que compensou a chatice e previsibilidade do episódio anterior.

Honestamente, nunca pensei que Alaric fosse o culpado pelas mortes, me surpreendeu, mas achei um pouco forçado, talvezz por falta de explicação ou por ter sido repentino, mas espero que soe menos forçado quando a trama for desenvolvida nos próximos episódios. Minha teoria sobre o assunto é que ele mata as pessoas para “compensar” as vezes que ele voltou à vida e que o fato dele matar apenas pessoas do Conselho é pelo fato deles saberem que há criaturas sobrenaturais andando pela Terra (acreditem ou não, foi a teoria menos absurda que criei), também formei outras teorias, mas elas são tão absurdas que prefiro não falar delas aqui.

A relação entre Stefan e Damon foi o ponto alto do episódio, afinal ainda há muito da relação deles que não conhecemos e isso ajudará a enriquecer a profundidade dos dois personagens. Vimos como era a relação entre os dois em 1912, uma relação não tão diferente dos dias atuais, vimos a 1ª (?) vez que Stefan tentava controlar a sua sede por sangue, vimos que ele não foi tão resistente assim, e que também não foi resistente nos dias atuais, mas Damon está com mais vontade de ajudar o irmão a conseguir controlar sua sede, durante todas as sequências, seja no passo ou no presente, a relação entre os dois convenceu de uma forma que poucas vezes tinha feito durante a série, ponto para os dois atores. Agora é só torcer para continuar desta forma.

Tiveram algumas coisas desinteressantes, como as cenas com Elena e Matt procurarem uma forma de tirar Alaric da prisão, uma possível recaída do casal Elena e Matt, Elena se decepcionando ao ver Stefan beber sangue humano, enfim, praticamente a maioria das sequências com Elena foram ruins nesse episódio, enfim, praticamente Elena foi a parte ruim do episódio. É interessante perceber que a personagem só é bem aproveitada quando contracena com alguém que rouba as atenções, é uma daquelas protagonista que nasceu para ser coadjuvante.

Um bom episódio que trouxe algum aprofudamento nos personagens, mas que pecou um pouco pela falta de ação. E que venha o próximo \o/

PS: Depois de sumir com Jeremy e Tyler bem que podiam fazer o mesmo com Matt né?
PS²: Ainda não confio totalmente em Meredith.
PS³: Gostei de Sage, mas não acho que a presença dela influiu muito no episódio

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s